Mundo do Dengucho | Existe uma quantidade ideal de brinquedos para o meu filho?

10.04| Infância, Mundo do Dengucho
quantidade ideal de brinquedos

Talvez em algum momento você já tenha feito essa indagação: “existe uma quantidade ideal de brinquedos para o meu filho?”. Afinal, como pais educadores e protetores que somos, sempre estamos procurando informações e fontes confiáveis que nos ajudem a proteger os nossos filhos diante de excessos e também da faltas. Enfim, buscando o limite!

Para responder a essa indagação, fizemos uma pesquisa e buscamos saber o que dizem os especialistas. Continue a leitura deste texto e saiba qual é o limite ideal de brinquedos para o seu filho.
O excesso de brinquedos produz uma formação adulta consumista

De acordo com uma recente pesquisa feita pelo portal IG, com especialistas do Núcleo de Cultura e Pesquisas do Brincar da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), ter muitos brinquedos não é adequado para uma criança, pois dificulta a compreensão ou o entendimento do que seja o limite. Com isso, a pesquisa diz que a criança pode crescer com possibilidades de se tornar um adulto consumista.

Além disso, outro ponto destacado é que a regra básica é brincar, tendo ou não brinquedos. O brinquedo entra apenas como um complemento do ato de brincar e de aprender e os pais precisam ter ciência disso.

Os especialistas também apontaram que se as crianças não tiverem brinquedos oriundos da indústria, qualquer outro objeto simples que represente uma brincadeira saudável pode se tornar motivo de lazer para elas.
Ponderar é o ideal: nem muito, nem menos

De acordo com o psicólogo Áderson Costa e também professor da Universidade de Brasília, alguns brinquedos podem colaborar para o ensino-aprendizado das crianças e consequentemente para o seu desenvolvimento.

À medida que elas vão crescendo, diz o especialista, é preciso dosar a quantidade de brinquedos e adotar os tipos de brinquedos levando em consideração a idade da criança. Não precisa ser necessariamente brinquedos caros, como muitos pais acreditam, afirma ele.

Por exemplo, quando os bebês estão começando a engatinhar, adotar certos tipos de brinquedos como os coloridos e os que mudam de cor pode fazer bem à criança e aguçar a sua curiosidade. Já para criança um pouco mais desenvolvida, entre 3 a 4 anos, não há tanto interesse nos brinquedos para bebês, elas se sentem mais instigadas por brinquedos de encaixe e desencaixe.

Se por um lado temos a necessidade de limitar o excesso de brinquedos para que a criança não se torne um adulto consumista, por outro, temos a necessidade de ter certos brinquedos para colaborar com o seu desenvolvimento.

Assim, não existe necessariamente uma quantidade ideal de brinquedos para o seu filho. O que deve pesar no processo de aquisição de brinquedos para a criança é a ponderação.

O que os pais devem saber é que muito mais importante do que o brinquedo é brincar, envolver a criança em atividades lúdicas, prazerosas e felizes, que deem a ela qualidade de vida através do lazer.

Gostou deste texto? Fique por dentro de conteúdos exclusivos sobre assuntos relacionados ao tema deste artigo. Basta acompanhar as nossas publicações no Blog do Dengucho!

Dengucho na Moda: Coleção Inverno 2018 Carinhoso

09.03| Dengucho na Moda

O Dengucho na Moda de hoje traz, em primeira mão, a coleção inverno 2018 da Carinhoso que você encontra nas Lojas Denguinho!
Curitiba já está mostrando que o inverno vem com tudo, que tal já deixar seu denguinho preparado e bem quentinho?
Olha que lindo esses modelinhos que separamos de looks:

roupas-de-inverno-loja-denguinho-curitiba

Venha conferir esses e outras roupas para crianças nas Lojas Denguinho:

Denguinho Pinheirinho

  • Endereço

    Av. Winston Churchill, 2346

  • Telefone

    (41) 3246-2203

  • Whatsapp

    (41) 99725-2255

Denguinho Sítio Cercado

  • Endereço

    Rua Izaac Ferreira da Cruz, 2875

  • Telefone

    (41) 3349-3547

  • Whatsapp

    (41) 99953-5426

Esperamos sua visita!

Dengucho na Moda: Macaquinhos infantis em Curitiba

18.01| Dengucho na Moda

Os macaquinhos são a escolha perfeita para o look da sua princesa! Seja para uma ocasião especial ou apenas para um passeio, eles encantam por onde passam. Com tecidos leves e estampas divertidas, aposte nessa tendência! Macaquinhos infantis em Curitiba é aqui :)

Confira os modelos:

denguinho_blog_042_v1

Venha conferir esses macaquinhos infantis em Curitiba e outras roupas para crianças nas Lojas Denguinho:

Denguinho Pinheirinho

  • Endereço

    Av. Winston Churchill, 2346

  • Telefone

    (41) 3246-2203

  • Whatsapp

    (41) 99725-2255

Denguinho Sítio Cercado

  • Endereço

    Rua Izaac Ferreira da Cruz, 2875

  • Telefone

    (41) 3349-3547

  • Whatsapp

    (41) 99953-5426

Esperamos sua visita!

Decorando a mesa de Natal: dicas rápidas e fáceis

19.12| Sem categoria
691f55c46849677ddec74c5f2a1c34fe

Falta pouco para a ceia do dia 24 e para que tudo fique perfeito, é bom você já selecionar alguns itens para ir decorando a mesa de Natal. Uma das primeiras coisas que você deve escolher são as cores. O vermelho e o verde sempre estão presentes. Mas se você preferir, também pode apostar em outras tonalidades, como azul, dourado, prata, entre outros. Além disso, você também vai precisar de alguns enfeites. Por isso, nós separamos algumas ideias simples e rápidas de fazer.

Velas

As velas são um dos itens mais usados em decorações natalinas, sem falar na versatilidade delas. Se você quer aproveitar esse objeto sozinho, uma ideia bacana é usar barbante para enrolar sua vela com palitos de canela. Além de ter um resultado lindo, o cheirinho também vai ser delicioso.
1b463452785349ab54d3ebaa0f3d3695

Taças

Outro objeto bastante comum e que você deve apostar quando estiver decorando a mesa de Natal é a taça. Elas podem ter diferentes tamanhos e estilos. Uma dica bacana é colocá-las de ponta cabeça, com rolhas, flores ou enfeites natalinos dentro e uma vela em cima.

Outra forma bacana de deixar suas taças ainda mais incríveis é usar fita crepe para fazer uma marcação na peça e utilizar tinta spray dourada para pintá-la. Pode ter certeza que o resultado vai ficar incrível, ainda mais com o champanhe dentro.

Louças

Se tem uma coisa bacana para fazer enquanto estiver decorando a mesa de Natal é aproveitar as louças que tem em casa. E você pode usar qualquer uma mesmo! Podem ser pratos, vasilhas, copos, entre outros. O importante é saber combinar os itens. Nesse caso, você pode usá-los para colocar doces, guloseimas, flores, bolas natalinas, entre outros.

Além disso, você também pode brincar com os pratos e guardanapos na hora da decoração, formando um boneco de neve.

5afa51d3bd2dcd56beee768e74942c6c

Potes

Se você tem potes sem uso em casa, também pode pensar neles para ir decorando a mesa de Natal. Uma das ideias mais bacanas é usar fita crepe para fazer desenhos de árvores natalinas ou corações e pintar o vidro com tinta spray. Para finalizar, você ainda pode usar uma fita. Eles podem ser usados com uma vela dentro ou como porta talheres.
588a03e8431359886feecb1e1be42f12

Mini árvore

Para fechar, que tal fazer uma pequena árvore de Natal na sua mesa? Para isso, você vai precisar de pinhas, miçangas e cola quente. Basta colar as pedrinhas nas pontas e finalizar com um pouco de glitter. Você também pode colocar sua árvore em um pequeno vasinho e enfeitá-lo com uma fita.

Com todas essas dicas, você já tem ideias suficientes para deixar sua ceia ainda mais incrível. Mas lembre-se que, enquanto estiver decorando a mesa de Natal, vários itens são permitidos, porém é importante focar em enfeites baixos, para que todos possam se ver e conversar durante a refeição.

Como curtir o Ano Novo com os filhos

| Infância
600x440-2

Dezembro está quase acabando e não há jeito melhor de celebrar as datas comemorativas do que com a família, ainda mais se vocês têm crianças pequenas. Mas, para que você possa aproveitar o Ano Novo com os filhos, existem algumas dicas importantes. E nós separamos as principais para você.

Segurança

Se você decidiu passar a virada do Ano Novo com os filhos em um lugar com muita gente, a atenção deve ser redobrada! É claro que você pode deixar a criança brincar tranquilamente, desde que ela esteja perto dos pais. Se você preferir, você pode até vesti-la com uma roupa mais chamativa, assim é mais fácil de encontrá-la, caso a perca de vista. E se quiser garantir, pode até identificar seu filho (a) com uma pulseira, por exemplo.

Outra questão que merece atenção é a água. Se a família for comemorar a chegada de 2018 na praia, mantenha sempre a criança por perto. Já, se a celebração for em um clube, verifique se as piscinas tem proteção. Se não tiverem, uma boa saída é escolher uma mesa longe dessa área.

Na virada

Para que os pais e os filhos aproveitem da melhor maneira possível a virada, é importante se preparar durante o dia. Uma boa ideia é deixar que a criança descanse o máximo possível. Você inclusive pode atrasar os horários da soneca. Assim, ela vai conseguir ficar acordada até mais tarde. Mas, se a virada não for comemorada em casa, é importante levar o carrinho do seu filho (a). Dessa forma, se ele ficar cansado, poderá dormir em um local onde já está acostumado. E é claro, não esqueça de levar um casaco ou guarda-chuva!

Cuidado também com as comidas que você vai dar para ele durante o dia. Prefira alimentos leves e não esqueça de oferecer bastante água e sucos. Já para o jantar, é uma boa ideia levar uma marmita para a criança, pois é possível que ela não queira nenhum alimento da ceia.

Fora de casa

Se você não quer se preocupar com toda a preparação para a ceia, que tal passar o Ano Novo com os filhos fora de casa? Você pode escolher um clube ou viajar para algum hotel ou pousada. E se vocês escolherem a segunda opção, ainda podem aproveitar para tirar uns dias de folga. Dessa forma, poderão passar mais tempo com as crianças, aumentando a conexão com a família. Sem falar que é uma ótima forma de descansar e aproveitar a virada.

Metas

Não são só os adultos que podem ter metas para 2018. Que tal fazer uma lista de objetivos para o Ano Novo com os filhos? Basta conversar com eles para saber as coisas que eles acreditam que podem melhorar. Alguns exemplos são:

– Comer mais alimentos saudáveis;

– Manter os brinquedos arrumados;

– Ser educado com outras crianças.

No final do ano, vocês podem conversar novamente para analisarem como eles se saíram!

Links da Semana #176

15.12| Links da Semana

Links da Semana #177

13.12| Links da Semana

Links da Semana #175

08.12| Links da Semana

Dengucho na Moda: Roupas para crianças para o Natal em Curitiba

05.12| Dengucho na Moda

O Natal é uma data muito especial para todos nós! Os denguinhos amam montar a árvore de Natal, escolher presentes, receber cartinha do Papai Noel… O clima é sempre de muita festividade, união e amor com sua família, né?! ❤ E para deixar o Natal ainda mais mágico, que tal investir em roupas para crianças para o Natal? Fizemos uma seleção de looks para os seus denguinhos arrasarem!

Confira os modelos:

denguinho_blog_041_v3

Venha conferir essas e outras roupas para crianças para o Natal nas lojas Denguinho em Curitiba:

Denguinho Pinheirinho

  • Endereço

    Av. Winston Churchill, 2346

  • Telefone

    (41) 3246-2203

  • Whatsapp

    (41) 99725-2255

Denguinho Sítio Cercado

  • Endereço

    Rua Izaac Ferreira da Cruz, 2875

  • Telefone

    (41) 3349-3547

  • Whatsapp

    (41) 99953-5426

Esperamos sua visita!

Gripe ou resfriado? Saiba como diferenciar e tratar

28.11| Infância
child-sneeze2-main-d

Dentre as doenças que podem atingir os pequenos, a gripe ou resfriado estão entre as principais. Mas para tratá-las da melhor forma possível, é essencial diferenciá-las. Pensando nisso, preparamos um post para te ajudar a descobrir qual desses males está prejudicando seu filho (a).

O que são?

Tanto a gripe, quanto o resfriado são doenças respiratórias que podem atingir pessoas de todas as idades. Apesar de serem semelhantes, a gripe é causada pelo vírus Influenza, enquanto o resfriado pode ser transmitido pelo Rinovírus, Coronavírus, Adenovírus, Vírus Sincicial, entre outros.

Quais são as diferenças?

Além da diferença da causa de cada uma dessas doenças, também existem distinções com relação aos sintomas. Por exemplo, enquanto os sinais da gripe aparecem de uma hora para a outra, os do resfriado surgem aos poucos. A duração dos males também é diferente. A gripe permanece geralmente uma semana, já o resfriado passa em no máximo quatro dias.

Sintomas

Os sintomas que aparecem quando a criança está com gripe ou resfriado são os mesmo:

– Febre;

– Dores no corpo;

– Fraqueza;

– Nariz entupido;

– Tosse;

– Dor de garganta;

– Dor de cabeça.

Apesar de serem iguais, eles surgem em intensidades diferentes, sendo sempre mais brandos no resfriado. Além disso, a fraqueza e as dores de garganta e cabeça podem ser que nem apareçam nesses casos. Mas, para ter certeza absoluta de qual é a doença, fique atento (a) a espirros. Eles são comuns em resfriados, mas não na gripe.

Como evitar?

Para evitar que seu filho (a) pegue doenças como gripe ou resfriado, é preciso cuidar principalmente dos hábitos de limpeza. Além disso, você deve manter o ambiente arejado e evitar o contato dele (a) com pessoas que estejam com sintomas dessas enfermidades.

Como tratar?

Para saber a melhor forma de tratamento para o seu bebê, o ideal é consultar ou entrar em contato imediato com o pediatra. Mas, no geral, existem algumas coisas que você pode fazer para reduzir o incômodo dele. Por exemplo, é possível realizar a higiene nasal com soro fisiológico e fazer inalação. Dessa forma, fica mais fácil de eliminar o catarro.

Mas, se os sintomas estiverem incomodando muito, os médicos precisam receitar algum medicamento. Um que é bastante usado nesses casos é o Benegrip Multi, pois sua composição ajuda a reduzir as dores, febre e coriza. Sua indicação é para bebês que já tenham ao menos 2 anos.

Atenção

Se seu filho (a) estiver com resfriado, os riscos de piora da doença são menores. Já na gripe essa tendência aumenta. Porém, em ambos os casos é preciso tomar cuidado. Pois, enquanto o primeiro pode causar bronquite, otite e sinusite, o segundo pode chegar ao ponto de uma pneumonia.

Por isso, independentemente se seu pequeno (a) está com gripe ou resfriado, é preciso entrar em contato com o pediatra o quanto antes, para tomar todos os cuidados necessários, garantindo que ele se recupere logo!

Página 1 de 3712345...102030...Última »