Qual é o momento certo para tirar a fralda do bebê?

09.12| Infância

Qual é o momento certo para tirar a fralda do bebê?

Essa dúvida deixa muitos pais de cabelos em pé, uma vez que é uma etapa que requer muita atenção e paciência. Em alguns casos, eles não veem a hora de reduzir os gastos com fraldas e acabam apressando o momento certo para tirar a fralda do bebê. Mas será que é a melhor atitude a ser tomada?

Especialistas afirmam que os pais não devem iniciar o processo antes que a criança complete um ano e meio. Antes disso, ela ainda não tem muito controle sobre boa parte dos movimentos, principalmente relacionados ao sistema urinário.

Após a criança completar dois anos de idade, os pais podem começar a observar se ela já tem maturidade psicológica para encarar essa mudança, um bom indício para saber se ela está pronta ou não. Note também se a coordenação motora está desenvolvida, se ela consegue apontar objetos, comunicar vontades e demonstrar quando a fralda está suja. Se ela estiver preparada, crie um plano para fazer a transição da fralda para o penico ou assento redutor.

A época ideal para colocar o plano em prática é nas férias, quando os pais geralmente têm mais tempo para acompanhar a rotina da criança. Melhor ainda se as férias forem no verão, pois o suor e o calor ajudam o pequeno a se sentir ainda mais incomodado com a fralda. Caso você sinta que o plano não evoluiu como passar do tempo e perceba que ela ainda não está preparada, não é bom insistir. Espere um tempo e tente novamente.

Em caso de dúvidas, converse com o pediatra que faz o acompanhamento da criança. Ele é a pessoa mais indicada para auxiliar no processo. No mais, a família deve estar alinhada quanto aos métodos que serão utilizados e o que fazer em situações que fujam do comum. Vocês estão prontos para o desafio?

Links da Semana #42

05.12| Links da Semana

Links da Semana

A cada semana, você encontrará recomendações de matérias importantes, que vão te deixar ainda mais informada sobre o universo do seu filho. Confira os cinco melhores links desta semana.

 

Como lidar com ciúmes entre irmãos

02.12| Infância

Como lidar com ciúmes entre irmãos

Quando você tem mais de um filho em casa, uma das coisas mais difíceis é evitar o ciúmes que pode surgir entre os dois. Isso começa, na maioria das vezes, quando a mãe engravida pela segunda vez. O medo do pequeno em ter que dividir muitas coisas, a começar pelos pais, gera insegurança. Ele também costuma se sentir “deixado de lado”, uma vez que os pais agora também têm a preocupação em preparar tudo para o segundo filho.

Mais tarde, surgem as brigas, rixas e competições entre os filhos. O mais velho costuma achar que o mais novo é privilegiado e vice-versa, e é quando o ciúmes pode gerar agressividade. Para evitar esse tipo de situação desagradável, saiba como lidar com o ciúmes entre irmãos:

– Sempre converse com seus filhos para explicar as mudanças que vão ocorrer com a chegada de um novo integrante à família. Em uma linguagem que ele entenda, deixe claro o que tudo isso representa e enfatize que seu amor por ele não vai mudar, muito menos diminuir.

– Tome muito cuidado com favoritismos. É normal que um filho seja mais parecido com você – e talvez vocês tenham os mesmos gostos – do que outro, mas essa preferência não pode interferir na educação das crianças.

– Mesmo em uma hora que você esteja brava ou chateada com algum dos seus filhos, não o compare e nem o aconselhe a imitar o outro.Crianças possuem personalidades diferentes, não dá para esperar que eles sejam todos iguais. Deixe que exista liberdade e aceite diferentes pontos de vistas/talentos.

– Seu filho mais velho ainda precisa de você. Não é porque ele cresceu que você deva dar atenção apenas ao menor. O maior ainda tem dificuldades nas quais ele necessitará ajuda para resolver, além do fato de que ele nunca deixará de precisar de carinho e cuidado.

– Não faça com que eles tenham que dividir os brinquedos, mas sim os incentive a compartilhar. Assim como eles precisam aprender o conceito de compartilhamento, também precisam entender o conceito de individualidade.

– Seja justo o máximo que puder. Nem o filho mais velho, nem o mais novo podem fugir dos deveres e responsabilidade que lhes foram atribuídos com desculpas e intervenções dos pais. O que vale para um, precisa valer proporcionalmente para o outro.

– Se há ciúmes por parte de um, ajude-o a entender o que ele está sentindo e ofereça saídas para poder superar esse sentimento.

– Eles estão brigando? Deixe que se resolvam. Só interfira se for realmente necessário. Incentive a conversa em vez da competição.

– Ouça seus filhos. Passe tempo com eles e escute o que eles tem a dizer, tanto individualmente quanto em grupo. Momentos assim fortalecem as relações e afastam inseguranças e receios.

– Num momento em que os dois estejam juntos, reforce os pontos positivos de um para outro, sempre em tom de admiração. Estimule o respeito e a sintonia entre eles sempre que possível.

– Incentive uma relação de amizade e companheirismo. Explique que eles só têm a ganhar quando se unem e quando um vê o outro como amigo, e não como inimigo.

– Para ajudar a criar laços entre os dois, coloque-os para trabalharem equipe: o objetivo só será conquistado se os dois cooperarem e aprenderem que é necessário ceder às vezes.

Com a correria do dia a dia, algumas vezes as mães acabam deixando de prestar atenção na relação entre os filhos. Você pode fazer diferente: simples atitudes podem fazer com que a harmonia reine em sua casa!

Links da Semana #41

28.11| Links da Semana

Links da Semana

A cada semana, você encontrará recomendações de matérias importantes, que vão te deixar ainda mais informada sobre o universo do seu filho. Confira os cinco melhores links desta semana.

 

5 dicas para mães de primeira viagem

25.11| Gestação

5 dicas para mães de primeira viagem

Quando a mulher descobre que está grávida pela primeira vez, uma mistura de alegria e ansiedade dominam a mente dela. Na maiorias das vezes, bate a insegurança, aquele medo de não conseguir dar conta da enorme responsabilidade que é criar um filho. Se esse é o seu caso, relaxe! Nós listamos algumas dicas para mães de primeira viagem, para que você possa ficar tranquila e aproveitar todos os momentos da gestação:

1 – Você não precisa ser a mãe perfeita. Aliás, com que critérios alguém pode julgar uma mãe como perfeita? Assim como não existe uma família igual à outra, também não existe uma fórmula para a maternidade.

2 – “Na idade do seu filho, o meu já fazia isso ou aquilo”. Não caia na armadilha de colocar você e seus filhos em joguinhos de comparação. Isso não é saudável, uma vez que, na verdade, a criança não precisa competir com ninguém. Na maioria das vezes, ela vai resolver essas questões com o tempo.

3 – Caso perceba que há alguma situação realmente fora do normal, consulte o pediatra e relate os motivos de sua preocupação.

4 – Já ouviu falar que “intuição de mãe nunca falha”? A mãe, na maioria dos casos, sabe o que é melhor para o filho. Ficou em dúvida sobre qual é a melhor solução? Pergunte ao pediatra que faz o acompanhamento da criança, a pessoa mais indicada nesses momentos.

5 – Às vezes, outras pessoas vão querer dar conselhos sobre o que fazer em certas situações. Nesses casos, a melhor coisa a fazer é ouvir o que elas têm a dizer e filtrar as informações.

Keep calm e esqueça a insegurança. Você vai se sair bem, acredite!

Links da Semana #40

21.11| Links da Semana

Links da Semana

A cada semana, você encontrará recomendações de matérias importantes, que vão te deixar ainda mais informada sobre o universo do seu filho. Confira os cinco melhores links desta semana!

 

Dengucho na Moda: Moda Infantil para brilhar no Natal

17.11| Dengucho na Moda, Infância

Na época de Natal, não há algo mais tradicional que a figura do velhinho com roupas vermelhas, barba branca, cinto e botas pretas, que passa de casa em casa para deixar presentes e levar o espírito de alegria e união às famílias.

Se seus filhos estão ansiosos pela data, é justo presenteá-los com roupinhas novas e lindas. Pensando nisso, e de olho no verão, recomendamos blusas, saias e vestidos leves e confortáveis. Nas lojas Denguinho, em Curitiba, você encontra o que há de melhor na moda infantil, ótimas opções para você agradar seus pequenos!

Dengucho na Moda

Aguardem novidades! O Papai Noel irá visitar as Lojas Denguinho em breve!

Confira as tendências e novidades da estação em nosso site!

Acesse www.denguinho.com.br

Links da Semana #39

14.11| Links da Semana

Links da Semana

A cada semana, você encontrará recomendações de matérias importantes, que vão te deixar ainda mais informada sobre o universo do seu filho. Confira os cinco melhores links desta semana!

 

Como envolver as crianças na organização do próprio quarto

12.11| Infância

Como envolver as crianças na organização do próprio quarto

Para muitas mães, casa arrumada por muito tempo vira um luxo. Então que tal colocar as crianças para ajudarem? Incentivar hábitos de organização é importante, uma vez que as tarefas ajudam a ensinar responsabilidade e obediência, qualidades que serão importantes para elas no futuro. Confira as dicas de como envolver as crianças na organização do próprio quarto:

Como essa habilidade não é uma coisa que seus filhos vão aprender de uma hora para outra, os pais precisam ter muita paciência durante o processo. A criança precisa entender que, ao final de uma atividade, é necessário colocar as coisas nos respectivos lugares. Mas para isso acontecer, antes defina um espaço para tudo. É importante também que você explique o motivo da tarefa e as vantagens adquiridas após a conclusão dela.

Comece delegando uma tarefa, a princípio ajudando sempre que for preciso. Com o passar do tempo, aumente a quantidade de tarefas que ela ficará responsável. Para ajudar a convencê-la, uma ótima tática é fazer com que a hora da organização fique mais divertida. Por exemplo: após uma tarde de diversão, diga que os brinquedos também precisam descansar e sugira que a criança os coloque para dormir. Além disso, é válido cantar ou inventar músicas, criar desafios (se a criança tiver um estilo mais competitivo) ou qualquer outro método que funcione.

Uma forma bem legal de estimular a criança a deixar o quarto dela mais limpo e organizado é fixar um esquema de tarefas por semana. Cada dia em que todas as tarefas forem completadas, a mãe faz uma marcação na tabela (com canetas ou adesivos). Ao final da semana, se tudo estiver marcado, a criança pode ganhar um prêmio ou escolher o almoço do final de semana. Com isso, ela vai se sentir útil e vai colaborar para que o ambiente fique mais bonito.

A Denguinho criou um checklist para que você não tenha o trabalho de elaborar um esquema ou tabela. É só baixá-lo pelo link e imprimir: Checklist Organização do Quarto

Nele, há linhas em branco que você pode preencher de acordo com as responsabilidades que a criança é capaz de realizar. Abaixo, algumas opções de tarefas e as respectivas indicações etárias:

– Colocar a roupa suja no cesto: 2 a 3 anos de idade
– Colocar os brinquedos no lugar: 2 a 3 anos de idade
– Arrumar a cama: 4 a 5 anos de idade
– Guardar os calçados: 4 a 5 anos de idade
– Jogar o lixo no lugar correto: 4 a 5 anos de idade
– Organizar material escolar: 6 a 7 anos de idade
– Dobrar e guardar roupas limpas: 8 anos de idade ou mais
– Deixar o armário organizado: 8 anos de idade ou mais

Links da Semana #38

07.11| Links da Semana

Links da Semana

A cada semana, você encontrará recomendações de matérias importantes, que vão te deixar ainda mais informada sobre o universo do seu filho. Confira os cinco melhores links desta semana!

 

Página 30 de 38« Primeira...1020...2829303132...Última »